top of page
  • Foto do escritorGuto Rodrigues

Servidores OCP e Hiperconvergência com Software Livre

Hoje vamos falar sobre a combinação perfeita entre o hardware e software, utilizando um equipamento que talvez você ainda não conheça.


Eu quero te apresentar o DM-SV01 da nossa parceira Datacom O DM-SV01 é um servidor com dois processadores baseado na linha de processadores AMD EPYC™. Com opções de 8 a 64 cores por processador, os AMD EPYC™ são os processadores mais avançados no mercado. Sendo baseados em tecnologia de 7nm, são também muito eficientes do ponto de vista energético.


O servidor foi desenvolvido conforme os conceitos do Open Compute Project (OCP), trazendo diversas otimizações em termos de consumo de potência e também uma significativa simplificação na parte de operação do equipamento, trazendo assim reduções significativas nos custos de operação do Datacenter.


O sistema é hot-pluggable e pode ser todo operado pela face frontal, evitando o trabalho no corredor quente do Datacenter e concentrando toda a operação em apenas um dos lados. Por ser baseado nos conceitos OCP, pode ser instalado em três unidades a cada 2OU (96mm) em Racks OCP. Opcionalmente pode ser instalado em Racks padrão 19" através do DM-SV Chassi 1904, que comporta 4 servidores em 4,5U de altura.

Para saber mais detalhes e características do produto, clique aqui.

Mas afinal, o que seria o Open Compute Project - OCP?


O Open Compute Project (OCP) é uma comunidade colaborativa focada em redesenhar a tecnologia de hardware para suportar eficientemente as crescentes demandas de infraestrutura de computação.

Superando a infraestrutura tradicional


Em 2009, o Facebook iniciou um projeto para redesenhar seus Datacenters buscando redução de custos e consumo de energia. Uma pequena equipe de engenheiros passou os próximos dois anos projetando uma nova geração de Datacenters, obtendo uma redução de 38% em termos de consumo de energia e uma redução de 24% nos custos operacionais em comparação com as instalações anteriores da empresa.

Em 2011, o Facebook compartilhou seus projetos com o lançamento do Open Compute Project Foundation. Os cinco membros fundadores da iniciativa esperavam criar um movimento no desenvolvimento de hardware que trouxesse a criatividade e a colaboração antes vista somente nas iniciativas de software aberto. Nos dias atuais, os conceitos OCP já estão bem estabelecidos nos Datacenters ao redor do mundo. Virtualização e Armazenamento com foco em grandes Workloads


Em nosso dia a dia, nos deparamos com diferentes modelos e marcas de servidores ao implantar serviços de computação nos Data Centers de nossos clientes e em alguns meses atrás, tivemos a oportunidade de entregar um super projeto focado em alta densidade e missão crítica, com solução de virtualização e armazenamento combinada (hiperconvergência) utilizando o modelo OCP da Datacom.


O projeto inicial foi composto por servidores bi-processados de 1TB RAM, 8 discos NVMe localizados na parte frontal do servidor e 8 discos HDD controlados via software alocados no JBOD. Essas são as configurações individuais de cada unidade alocada no chassi. O recursos foram inseridos em um cluster com Proxmox VE e Software Defined Storage Ceph para armazenamento de dados e alta disponibilidade (HA).

Arquitetura e Classes de Armazenamento


NVME Class: Parte de uma área lógica mapeada entre as 48 unidades NVMe E1.S, direcionamos nossa camada de Cache Tier e o restante para Fast NVMe (NVMe Only), ou seja, estratégias diferentes de dados armazenados utilizando as mesmas unidades físicas. Neste formato, é possível comercializar pools de armazenamento com diferentes velocidades baseando-se em seu modelo de negócio.


HDD Class: As 48 unidades HDD de 16TB divididas entre os 2 JBODs, foram segmentadas nos 6 servidores utilizando zoneamento por grupos direto no equipamento, mantendo assim nosso failure domain de replicação e posicionamento de dados por host/server.


Subindo para o nível de pools de armazenamento, destinamos as unidades para uma estratégia de dados econômica, segura e escalável, o Erasure Code possibilita o consumo de até 75% do espaço bruto disponível no ambiente, isso ocorre pelo fato de que objetos são mantidos seguros e segmentados em blocos de dados + blocos de paridade, assim reduzindo o overhead do cluster de armazenamento Ceph.

Conexões de Rede


Para prover alta disponibilidade nas conexões, utilizamos switches distintos com portas SFP 25 Gb/s e bond do tipo LACP, agregando um total de 50 Gb/s. Em alguns casos, utilizamos também portas SFP 10 Gb/s com bond do tipo LACP e(ou) Active Backup sendo controlado no lado do hypervisor.


No modo Active+Backup, o bond é controlado pelo pacote ifenslave do linux e não há agregação de tráfego, ou seja, uma interface master e outra slave, provendo apenas redundância.


As redes lógicas operam em cima do bond e se faz necessário a utilização do modo trunk nas portas do switche para que possamos segmentar as redes de gerenciamento, cluster, armazenamento e VMS.

E Agora, vamos fazer o sizing do seu ambiente?


Neste conteúdo, você conheceu sua nova alternativa para o fornecimento de hardware, software e serviços, além de ter a noção básica de um setup escalável e de alta performance para o seu Data Center operar de forma ininterrupta.


Elimine custos de licenciamento utilizando nosso modelo de HCI e renove seu parque computacional com os servidores OCP da Datacom.


Se você quer saber mais sobre essa tecnologia, precisa de suporte ou implantação em seu Data Center, entre em contato com a gente.


Guto Rodrigues | Founder & CEO | NewFront

 

Quer saber mais sobre como implantar essa solução em seu negócio? Entre em contato com a gente!

450 visualizações0 comentário
bottom of page