top of page
  • Foto do escritorGuto Rodrigues

Comparando Unidades de Armazenamento Convencionais e Enterprise

Ao selecionar unidades de armazenamento para um data center, é crucial considerar vários aspectos, incluindo durabilidade, desempenho e confiabilidade. Além das métricas TBW (terabytes escritos) e PBW (petabytes escritos), é importante examinar a endurance (resistência), que está diretamente relacionada à capacidade de gravação da unidade. Neste artigo, vamos explorar as diferenças entre unidades convencionais e do tipo enterprise, destacando a importância da endurance, juntamente com o TBW, PBW, IOPS e velocidades de leitura/gravação.


Durabilidade e Endurance


A endurance de uma unidade de armazenamento refere-se à sua capacidade de resistir a um número específico de ciclos de gravação antes de ocorrer o desgaste dos componentes. As unidades do tipo enterprise são projetadas com uma maior endurance em comparação com as unidades convencionais, permitindo que suportem uma quantidade significativamente maior de gravações durante sua vida útil. Essa resistência adicional é essencial para cargas de trabalho intensivas, como data centers, onde há uma alta taxa de gravação de dados.


TBW (Terabytes Escritos)


O TBW mede a quantidade total de dados que uma unidade pode gravar em sua vida útil. As unidades do tipo enterprise geralmente possuem uma classificação de TBW muito maior do que as unidades convencionais, devido à sua construção robusta e componentes de alta qualidade. Essa métrica é crucial para prever a longevidade e durabilidade da unidade em um ambiente de data center.


PBW (Petabytes Escritos)


O PBW é uma métrica semelhante ao TBW, mas medido em petabytes (PB). As unidades do tipo enterprise são projetadas para suportar cargas de trabalho intensivas, como data centers, e possuem uma classificação de PBW muito maior em comparação com as unidades convencionais. Isso significa que elas podem gravar uma quantidade significativamente maior de dados antes de atingir o fim de sua vida útil estimada.


IOPS (Operações de Entrada e Saída por Segundo)


As unidades do tipo enterprise geralmente oferecem um desempenho de IOPS superior em comparação com as unidades convencionais. Elas são otimizadas para lidar com cargas de trabalho intensivas, permitindo um maior número de operações de entrada e saída por segundo. Isso resulta em tempos de resposta mais rápidos e melhor desempenho geral em ambientes de data center.


Velocidades de Leitura/Gravação


As unidades do tipo enterprise geralmente possuem velocidades de leitura/gravação mais rápidas do que as unidades convencionais. Isso é importante para ambientes de data center, onde o acesso rápido aos dados é essencial para o desempenho e eficiência das operações. As unidades enterprise são projetadas para oferecer uma taxa de transferência de dados mais alta, permitindo um processamento rápido e eficiente de grandes volumes de informações.


Quando uma unidade atinge seu limite de TBW (terabytes escritos) ou PBW (petabytes escritos), ela não para de funcionar imediatamente. No entanto, a unidade pode experimentar um aumento na taxa de falhas ou apresentar desempenho reduzido devido ao desgaste dos componentes internos.


O que acontece quando um limite TBW ou PBW é atingido?


Quando os limites de TBW ou PBW são alcançados, significa que a unidade atingiu sua vida útil estimada em termos de gravação de dados. Essa métrica é fornecida pelos fabricantes como uma estimativa do número máximo de terabytes ou petabytes que a unidade pode gravar com confiabilidade antes de um desgaste significativo ocorrer.


Quando a unidade atinge seu limite de gravação, os componentes internos, como as células de memória flash em um SSD (Solid-State Drive) ou os pratos magnéticos em um disco rígido, podem começar a apresentar problemas. Isso pode resultar em erros de leitura/gravação, diminuição no desempenho, corrupção de dados ou até mesmo falhas completas.


É importante destacar que o limite de TBW ou PBW é uma estimativa baseada em testes e cálculos fornecidos pelos fabricantes. Na prática, o desempenho e a vida útil real podem variar dependendo de diversos fatores, como a qualidade da unidade, o ambiente de operação, a carga de trabalho e os padrões de uso.


Para garantir a integridade dos dados e a continuidade das operações em um data center, é recomendado monitorar regularmente a saúde das unidades de armazenamento. Além disso, é fundamental ter políticas de backup adequadas para proteger os dados críticos e considerar a substituição das unidades quando estiverem próximas de atingir seus limites de TBW ou PBW.


Ao escolher unidades de armazenamento para um data center, é essencial considerar a endurance, além do TBW, PBW, IOPS e velocidades de leitura/gravação. As unidades do tipo enterprise oferecem uma maior endurance, permitindo que suportem cargas de trabalho intensivas em ambientes de data center. Com classificações de TBW e PBW mais altas, elas são projetadas para gravar grandes quantidades de dados ao longo de sua vida útil estimada.


Além disso, essas unidades oferecem um desempenho de IOPS superior e velocidades de leitura/gravação mais rápidas. Avalie cuidadosamente suas necessidades e prioridades, levando em consideração a durabilidade, desempenho e confiabilidade, para fazer a escolha adequada para o seu data center.


Se você quer saber mais sobre essa tecnologia, precisa de suporte ou implantação em seu Data Center, entre em contato com a gente.


Guto Rodrigues | Founder & CEO | NewFront

 

Quer saber mais sobre como implantar essa solução em seu negócio? Entre em contato com a gente!

30 visualizações0 comentário
bottom of page